Mentes que brilham


Título original: Little man tate
EUA, 1991, 96 minutos
Direção: Jodie Foster

“O filme mostra vários talentos de Fred, um menino com altas habilidades. Com um ano de idade, ele já sabia ler, com quatro, escrevia poesias, com sete, pintava quadros e resolvia problemas de matemática. A mãe [papel interpretado por Jodie Foster, que também dirige o filme] procura proporcionar a melhor educação para desenvolver a capacidade da criança, sem desrespeitar suas necessidades. Mas a capacidade intelectual não garante habilidade no relacionamento interpessoal e Fred não consegue fazer amigos. Embora muito capaz quando precisa resolver problemas complexos, não tem habilidade nas atividades próprias das crianças. Por não conseguir jogar beisebol, fica isolado e transita principalmente no mundo dos adultos.

A obra mostra o esforço da criança para encontrar um lugar de pertencimento, um grupo do qual possa participar. E também destaca o fato de que boas intenções de todas as partes – seja da mãe tentando encontrar o melhor lugar para o filho, seja da psicóloga que valoriza a capacidade cognitiva da criança – não garantem seu bem-estar.”

*

Dica sobre altas habilidades e superdotação publicada em Talento e deficiência: como incluir alunos com diferentes tipos de inteligência, livro de Sonia Casarin, doutora em Psicologia Clínica, idealizadora e diretora do S.O.S. Down. A obra compõe a série Educação em Ação (Ática) e se preocupa em considerar a “inteligência” um eixo do dia a dia escolar que abriga diversas variações da capacidade intelectual humana, nem sempre tão óbvias ou polarizáveis entre o “correto” e o “errado”, ou o “sim” e o “não”.

Clique aqui e acesse outras dicas.

Comentar

Seu email nunca será publicado ou distribuído. Campos obrigatórios estão marcados com *

*
*

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

  • Navegue por categoria

  • Colunistas

  • Tags

  • Parceiros pela educação